top of page

Quanto custa digitalização?


Uma das perguntas mais frequentes que recebemos de artistas e gestores de museus, acerca dos nossos serviços de digitalização é:


Quanto vai custar digitalizar meu acervo?


Infelizmente, não há uma resposta fácil quando se trata de preços de digitalização, porque há muitos fatores a serem considerados, como o formato dos itens analógicos a serem digitalizados, os equipamentos usados e as saídas de imagem desejadas.


No restante deste blog, analisaremos os principais fatores que provavelmente afetarão o custo do seu projeto de digitalização. Isso permitirá que você obtenha uma melhor compreensão do que esperar em relação aos custos.

Veja as 7 áreas principais que você precisará considerar:


O custo da digitalização – fatores-chave



1. O tipo do material a ser digitalizado


O tipo do material original a ser digitalizado tem o maior impacto no custo por digitalização. Isso porque o formato da mídia dita quais equipamentos usamos para digitalizar o material. Assim, por exemplo, o custo da digitalização de livros pode ser maior (ou menor) do que o custo de digitalização de jornais. O tipo de material influencia no tempo de configuração do equipamento e a quantidade e ou resolução das captações.


Por exemplo, digitalizar um livro encadernado em nosso scanner dedicado pode nos permitir digitalizar 200 páginas por hora, enquanto digitalizar fotografias soltas em nosso scanner de mesa pode resultar em um número bem menor de itens. Embora, como se observará adiante, outros fatores além do tipo do material e dos equipamentos utilizados influenciam o tempo e a dificuldade de digitalização.


Digitalização de originais. Pergaminho, livro e fóssil
Digitalização de originais. Pergaminho, livro e fóssil


2. O estado do material a ser digitalizado


Nossa equipe toma muito cuidado ao manusear todos os itens que digitalizamos, e com coleções particularmente frágeis e desgastadas pelo tempo, que são mais suscetíveis a danos, tomamos um nível extra de cuidado. O manuseio extremamente delicado e consciente leva um pouco mais de tempo e, portanto, resulta em um custo um pouco maior de digitalização.


Também é importante notar que, no caso de itens extremamente frágeis, sempre recomendamos que a coleção seja avaliada por um conservador antes da digitalização para avaliar se algum procedimento de conservação é necessário para estabilizar os itens.


3. Composição do arquivo - quantidade e tipo de conteúdo


Com coleções maiores, e particularmente onde as coleções são compostas predominantemente por itens de formatos e tamanhos semelhantes, a configuração de fluxos de trabalho de digitalização e calibração de equipamentos entre lotes de digitalização leva muito menos tempo.


Essa economia de tempo e economia de escala reduzem o custo global. Por outro lado, como seria de esperar, a digitalização de coleções contendo materiais numa variedade de formatos e/ou tamanhos diferentes envolve uma maior quantidade de tempo de configuração e calibração (provavelmente utilizando uma variedade de equipamentos de digitalização) – resultando num aumento do custo por digitalização.


4. Digitalização no local versus fora do local


Digitalizamos boa parte das coleções em nossos estúdios especializados em digitalização em Brasília. Isso proporciona a solução mais eficiente e, portanto, a mais econômica para nossos clientes.


Nossa equipe pode coletar pessoalmente o material nas instalações do cliente e o transportar para nosso estúdio para digitalização. O material é devolvido com segurança ao cliente assim que o processo de digitalização estiver concluído. O serviço de coleta é orçado caso a caso.


Alternativamente, também oferecemos um serviço de digitalização in loco para organizações que possuem coleções frágeis ou valiosas demais para serem transportadas para fora do local.


Com este serviço, os nossos técnicos de imagem deslocam-se às instalações dos clientes com equipamento de digitalização especializado e realizam a digitalização no local. Este serviço no local incorre em custos adicionais de viagem, alojamento e mão-de-obra, aumentando o custo por digitalização.


Consequentemente, há uma decisão a ser tomada quanto à adequação da digitalização no local versus fora do local para sua coleção, dados os custos envolvidos.



Transporte seguro de originais
Transporte seguro de originais

5. Resolução de captura de imagem


Para a maioria dos projetos de digitalização, como padrão, produzimos arquivos de imagem RGB em formato TIFF, não compactados em 300dpi, juntamente com imagens em baixa resolução otimizadas para uso na web e em dispositivos como smartphones e tablets.


A exceção é ao digitalizar fotografias analógicas em formatos negativo, cromo e placas de vidro, que requerem mais resolução.


Ao capturar esses itens em resoluções de 600dpi ou superiores, o tempo de digitalização é aumentado, resultando em um custo ligeiramente maior.


6. Quais metadados serão capturados por meio da digitalização


Citando a JISC Digital Media "A criação de metadados pode ser muito demorada: geralmente levará mais tempo do que o tempo necessário para capturar e editar o conteúdo digital".


Simplesmente nomear os arquivos de imagem digital de uma determinada maneira, como sequencialmente em ordem de captura (ou seja, 20230425_A_0025) ou para aludir à coleção/volume físico do qual as imagens fazem parte (ou seja, 20230425_paleo_0025, 20230425_paleo_0026), é um serviço que oferecemos como padrão.


No entanto, ter metadados descritivos adicionais (como nomes e datas de registros ou anotações em fotografias) transcritos ou documentos de texto impressos submetidos a um processo de OCR para torná-los pesquisáveis por palavras-chave pode envolver tempo significativo, aumentando os custos.


7. Os formatos finais de arquivo digitalizado


Na maioria das vezes, a criação de saídas de imagem em diferentes formatos de arquivo não tem efeito sobre o custo, mesmo ao produzir vários formatos de arquivo diferentes como parte de um projeto (incluindo TIFF, JPEG, PNG, BMP).


A principal exceção a isso é quando se combinam imagens digitais em arquivos Adobe PDF de várias páginas – o que apresenta um custo maior por ser um processo de produção mais longo.


by Roman Káčerek
by Roman Káčerek

Mais recursos


Se você quer obter uma estimativa de quanto seu projeto de digitalização pode custar, você sempre pode entrar em contato conosco se tiver alguma dúvida, ou se quiser saber mais.







コメント


コメント機能がオフになっています。
bottom of page